A Volkswagen está completando em março 60 anos de atividades no Brasil. Desde 1953, mais de 20 milhões de veículos já foram produzidos no Brasil, país que recebeu a primeira operação da empresa fora da Alemanha e deu início à expansão global da marca. Para comemorar a data, alguns comerciais bem humorados, com a participação de Cazé Peçanha, estão sendo veiculados na TV. Neles, o Novo Fusca é apresentado para as pessoas na década de 70, inclusive com a participação do humorista Mussum, dos Trapalhões. As pessoas ficam espantadas com tanta tecnologia embarcada. A peça publicitária relembra com detalhes a atmosfera retrô da época, inclusive com a utilização de filtros na filmagem, para dar a impressão de um vídeo antigo. O comercial pode ser visto no link http://youtu.be/QpC8BsyjEC0

O Fusca foi o modelo iniciou as operações da Volkswagen no Brasil, em 1953, montado em um galpão no bairro do Ipiranga. Seu motor tinha 1.200 cm³. A partir de 1959 começou a ser fabricado no País, já na unidade Anchieta, até 1986. Durante esse período o Volkswagen Sedan teve versões com motor de 1.300 cm³ (a partir de 1967, com 45 cv brutos), 1.500 cm³ (introduzido em 1970, com 52 cv brutos, o que lhe rendeu o apelido de Fuscão) e 1.600 cm³ (em 1974, com dupla carburação, que rendia 65 cv brutos). O câmbio foi sempre manual de quatro marchas. O modelo teve também várias reestilizações e séries especiais, como a Prata, de 1979.

Do original Volkswagen Sedan, o nome foi oficialmente substituído por Fusca em 1983. Em 1984, o modelo ganhou freios a disco na dianteira e passou a ser produzido apenas na versão 1.600 – no ano seguinte receberia versão 1.600 movida a etanol. Sua produção foi retomada em 1993 e durou até 1996. Ao longo de toda a sua história, o Fusca teve mais de 3,1 milhões de unidades vendidas no Brasil.