Veja 4 objeções de venda mais comuns e como superá-las

Todo profissional da área de vendas sabe a dificuldade que tem para lidar com as objeções de venda. Apesar de desagradáveis, são situações extremamente comuns. E, para contorná-las bem, é necessário um pouco de flexibilidade e sutileza.

As refutações dos clientes surgem, às vezes, por causa da própria atitude do profissional. Se antigamente os vendedores “empurravam” mercadorias para seus clientes em potencial, hoje já se sabe que esta não é a melhor estratégia a ser tomada.

Pelo contrário: o objetivo, nos dias atuais, é entender quais são as demandas e gostos de seus clientes para, assim, achar o produto ou serviço que mais se encaixe naquela demanda. Você tem interesse no assunto? Que tal conferir aqui 4 das objeções de venda mais comuns e aprender como superá-las?

1. “O preço do serviço é muito caro.”

É extremamente comum ouvir de clientes que o preço do seu produto ou serviço está caro em relação aos concorrentes. Neste tipo de cenário, a melhor tática é evidenciar quais são os diferenciais do seu produto e quais benefícios a mais poderá trazer para o consumidor.

Se ele se convencer de que seu serviço é melhor do que o das outras empresas, pagar um preço maior por ele não será um problema. Sabendo disso, é importantíssimo pesquisar bem suas necessidades e preferências, de sorte a ajustar os pontos positivos daquilo que vende nas demandas descobertas.

Outra boa atitude a se adotar nestas situações é propor formas parceladas de pagamento. O valor das parcelas é menos impactante para os compradores do que o montante integral. Assim, eles conseguirão encaixar aquela quantia em seu orçamento mensal.

2. “Vou pensar um pouco e já te respondo.”

“Vou pensar um pouco” ou as variantes desta frase (o famoso “vou dar uma voltinha por aí, e qualquer coisa eu volto”) são algumas das expressões mais ouvidas por quem trabalha na área de vendas.

Esta frase indica que o cliente está indeciso quanto à compra. Nestes casos, o que deve ser feito é averiguar, mais a fundo, sobre o motivo pelo qual ele precisar pensar mais. Pergunte para o cliente se ele possui alguma dúvida, e esteja pronto para esclarecer todas as perguntas que possam ser feitas.

3. “Eu já compro este produto em outra loja.”

Nestas situações, é fundamental, novamente, mostrar qual é o diferencial do seu produto em relação aos das outras empresas.

É uma situação bastante desafiadora, pois o cliente já conhece o serviço prestado pelo outro estabelecimento, mas não o que você tem para apresentar. É conveniente que o vendedor se mostre solícito na hora de ajudar o cliente, e demonstre preocupação com o seu bem-estar.

Mostre para ele como seu produto pode melhorar sua vida, e por que ele deve consumi-lo.

4. “Não tenho interesse.”

A falta de interesse do cliente no seu produto muito dificilmente ocorrerá se a empresa tiver feito uma seleção eficaz de seu público-alvo. No entanto, se o profissional de vendas se deparar com tal situação, o melhor a ser feito é adotar uma atitude um pouco mais proativa.

Pergunte para o cliente a razão pela qual ele não se interessa pela mercadoria ou serviço. Ao longo da conversa, tente convencer o cliente de que aquilo que a sua empresa coloca no mercado também pode ser fundamental ou bastante proveitoso para ele.

Aprender a lidar bem com essas objeções de venda é crucial para aumentar seu número de negócios fechados e, consequentemente, tornar a empresa bem-sucedida no mercado. Se você gostou do texto, siga nossa página no Facebook para receber todas as novidades do mundo das vendas!