Pelos indicadores da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o mercado de usados começa o ano de 2013 melhor que o ano passado. Pelo acumulado do ano, foram negociadas 296.841 unidades em 2013, ante 270.602 do mesmo período do ano anterior, em um crescimento de 9,7% no segmento dos automóveis. Nos novos, o aumento foi ainda mais expressivo. Foram emplacadas 230.637 unidades durante todo o mês de janeiro de 2013, ante 196.138 do ano passado, em um crescimento de 17,59% nos automóveis.

Nos usados, a marca mais procurada é a Volkswagen, com 27,57% de participação no mercado de automóveis, seguida da GM (23,54%), Fiat (23,20%), Ford (9,57%), Renault (3,64%), Honda (3,19%), Peugeot (2,51%), Toyota (2,10%) e outros (4,68%). O modelo mais negociado foi o  VW Gol, com 43.401 unidades negociadas na primeira quinzena de janeiro. Os Fiat Uno (24.232) e Palio (23.412) seguem logo atrás, bem à frente dos demais modelos (o quarto mais negociado é o GM Corsa, com 15.743).

Nos novos, já ocorre uma mudança na preferencia das marcas. A Fiat lidera o segmento dos automóveis, com participação de 24,91% no mercado, seguida da Volkswagen (21,79%), GM (19,62%), Ford (7,70%), Renault (5,28%), Hyundai (4,85%), Honda (3,24%), Toyota (3,20%), Nissan (2,63%), Citroen (2,19%) e outros (4,59%). A distribuição de veículos novos por regiões do país ficou assim no segmento dos automóveis: Sudeste (49,65%), Sul (19,09%), Nordeste (19,79%), Centro Oeste (10,41%) e Norte (4,06%).

O modelo mais emplacado neste início do ano é o Volkswagen Gol, com 22.338 unidades emplacadas, seguido do Fiat Uno (18.025), Fiat Palio (17.358). Um destaque positivo – e que demonstra a boa aceitação pelo público brasileiro – é o GM Onix, lançamento recente da Chevrolet, que é o quinto modelo mais emplacado do país, com 10.724 unidades. Outro modelo que foi lançado no mercado há pouco tempo e tem conseguido boas vendas é o Hyundai HB20, com 9.030 unidades emplacadas este ano, ocupando a oitava posição entre os automóveis mais vendidos do país, à frente de modelos tradicionais como o Renault Sandero e Ford Fiesta.