funil de vendas

Vivemos numa era onde temos uma overdose de informações, de estímulos visuais e sonoros. Acreditar que um simples anúncio, on-line ou off-line, irá te proporcionar mais vendas é totalmente incoerente.

Cada vez mais, precisamos encontrar maneiras de fazer com que as pessoas sejam “conduzidas” pelo processo de compra, para que então possam adquirir o produto ou o serviço em questão. Para esse processo de condução das pessoas, damos o nome de “funil de vendas”.

O funil de vendas nada mais é do que um processo em que o cliente é prospectado, sua decisão de compra é amadurecida e, então, finalizada. Para que o cliente não se perca nesse processo, usamos diferentes estratégias para ter melhores resultados e taxas de conversão.

Entenda neste artigo o que é como funciona o funil de vendas.

Funil de vendas: entenda como ele funciona

De modo geral, usamos o conteúdo como ferramenta para conduzir nossos potenciais clientes através do funil de vendas. Isso porque o conteúdo hoje é a ferramenta mais importante nesse sentido. Por meio das redes sociais, blogs ou sites, anúncios, e-mail ou telefone, você irá conduzir pessoas interessadas em potenciais clientes.

Para isso, temos que seguir uma estrutura, um processo. Essa é a essência, um processo estruturado e específico para vender mais e de maneira mais eficiente.

O funil se divide em 4 fases:

  • Prospecção;
  • Amadurecimento;
  • Negociação;
  • Vendas.

Perceba que cada fase precisa ser pensada de acordo com as necessidades de cada negócio. Além disso, temos uma série de situações que devem ser levadas em conta nessas fases. Vamos ver cada uma delas de maneira separada.

Prospecção

A prospecção é a fase em que chamamos a atenção de pessoas que possam vir a ter interesse em nosso produto ou serviço. No caso da venda de carros, é quando mostramos modelos, benefícios de cada um, indicações e outros conteúdos, e as pessoas interessadas nos procuram. É a fase de entrada no funil.

Amadurecimento

Depois que as pessoas demonstram interesse por um determinado produto, precisamos amadurecer o processo de compra. Depois de mostrar benefícios de determinado veículo, por exemplo, passamos a mostrar os modelos mais adequados a cada perfil, seguindo faixas de preços e necessidades. Aqui, estamos amadurecendo a decisão de compra e, então, passamos a melhorar o processo até a venda.

Negociação

Nesse momento, quebramos as objeções dos clientes. Imagine que você tem um cliente que esteja querendo um carro para o dia a dia, mas que tem problemas em estacionar em locais apertados e que transita em vias movimentadas. Nesse caso, pode-se mostrar opções menores, como um veículo hatch ou com um comprimento menor. Aqui, apresentamos aos clientes valores e mostramos o custo-benefício do produto em questão.

Venda

Depois disso, chegamos ao final do funil, onde a venda é realizada. Se as etapas iniciais forem bem executadas, a venda acontece de maneira natural, sem que você tenha que ficar insistindo. Nesse ponto do funil, você até pode oferecer algum bônus aos clientes ou salientar o valor percebido do produto, mas não conseguirá grandes resultados se as etapas anteriores não forem bem trabalhadas.

Perceba que o funil de vendas nada mais é do que um processo estruturado com determinado objetivo, nesse caso a venda. Aqui, ele foi apresentado de maneira simplificada, para que você entenda o conceito, mas é muito importante que sua empresa tenha um funil de vendas específico para cada situação. Além disso, é importante também saber como fidelizar o cliente pós-venda.

Se você quer vender mais veículos, além do funil de vendas, pode conhecer nosso e-book. Baixe-o gratuitamente e fique por dentro de todas as melhores técnicas de vendas de veículos!