As empresas e pessoas físicas que fizeram pagamentos com retenção de imposto em 2012 têm até a próxima quinta-feira (28) para entregar a Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf) relativa ao ano-calendário 2012 aos trabalhadores. Sem essas informações o contribuinte ficará impossibilitado de preencher e enviar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física.

A empresa que deixar de fornecer o documento, ou emiti-lo após o prazo, poderá pagar multa mínima de R$ 500. As pessoas jurídicas inativas e os optantes do Simples Nacional que não entregarem a declaração até a data estipulada pela Receita Federal pagarão a multa mínima de R$ 200. As empresas informam o valor do imposto de renda e contribuições retidos na fonte, dos rendimentos pagos ou creditados para seus empregados pela Dirf. Com este documento, a Receita realiza cruzamentos para saber se os valores declarados no Imposto de Renda das pessoas físicas estão de acordo com o que foi informado pelas empresas.

Malha fina – Até o fim deste mês, conforme divulgado nesta quarta-feira (20) pela Agência Brasil, a malha fina da Declaração de Débitos da Pessoa Jurídica (DCTF) estará em vigor em todo o país. Atualmente, o sistema funciona apenas para as grandes empresas da cidade de São Paulo. A Declaração de Contribuição Previdenciária (Gfip) também está sendo verificada, por meio de malha, através de um sistema desenvolvido em parceria com o Ministério da Previdência Social e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). As duas declarações são mensais. De acordo com a Receita Federal, as empresas que fazem parte do Simples Nacional ainda não estão incluídas.