5-erros-que-os-vendedores-da-sua-loja-de-carros-NAO-devem-cometer2Para ter sucesso nas vendas de veículos, é necessário se tornar um vendedor diferenciado. Infelizmente, não é assim que a maioria dos profissionais quer ser visto. Para alguns, ser um vendedor mediano já está de bom tamanho. Essa postura conformista pode fazer com que eles cometam erros absurdos, que fazem qualquer cliente desistir de vez da compra.

O vendedor de hoje é um gestor de relacionamento, é ele que dá a cara da loja de veículos — afinal de contas, é ele que faz o primeiro contato com o cliente. Para se destacar e ser um vendedor moderno, você precisa se livrar de alguns erros básicos que podem atrapalhar suas vendas. Confira alguns desses erros de vendedores em lojas de carros:

Não ter cuidado na abordagem

Quem dera se a cada 10 abordagens a clientes, 10 se transformassem em venda. Mas a realidade não é essa e, muitas vezes, a culpa pode ser do próprio vendedor. Pode ser que a venda não seja imediata, mas se a abordagem for feita corretamente, você terá encontrado um futuro cliente.

Ser cordial é obrigação de todo vendedor. Seja paciente e espere o cliente entrar na loja de veículos para ser abordado. Fique atento, mas de espaço a ele: deixe-o conhecer o ambiente e apreciar alguns veículos. Quando ele estiver pronto para ser abordado, ele dará o sinal de interesse, e é nesse momento que você deve se aproximar e oferecer a sua ajuda.

Outro ponto muito importante: não prejulgue um cliente por sua aparência, modo de vestir ou de falar. Ser atencioso ao que ele fala e saber ouvir os desejos do cliente é essencial para o sucesso da venda.

Se deixar afetar por problemas pessoais

Brigou com a esposa ou namorada? Sua mãe está doente? O vizinho não te deixou dormir por causa do barulho? Coloque um sorriso no rosto mesmo assim e faça o melhor possível para atender bem. O vendedor deve manter uma postura profissional e deixar os problemas pessoais para depois do horário de trabalho.

O cliente percebe quando o vendedor o atende com má vontade ou quando não está atento. Fazer a abordagem de uma forma seca só fará com que o cliente fale a famosa frase “só estou olhando” e vá procurar um concorrente para fechar o negócio.

Não dar boas respostas ao cliente

Uma das maneiras mais eficiente de transmitir confiança na hora de fazer negócio é conhecer bem o veículo que você está vendendo. Todas as objeções do cliente devem ser respondias sem gaguejar, com precisão. Mas, para isso, é preciso se preparar.

Com a facilidade de acesso à informação, pode ter certeza que seu cliente já sabe muito sobre o carro que está escolhendo. Ele já conversou com amigos, entrou em sites de reclamações e sabe como o carro é visto pelo consumidor. Se o vendedor não estiver preparado para sanar as dúvidas ou até mesmo só dar afirmações acerca do que o cliente quer sobre o carro, dificilmente a venda será concluída.

Vender o produto em vez dos benefícios

Para algumas pessoas, ter um veículo próprio é um sonho de consumo — além de tantos outros benefícios que isso traz, como a economia de tempo e o conforto, por exemplo. Alguns vendedores batem sempre na mesma tecla, falando do baixo custo com manutenção e combustível, salientando os adicionais do veículo etc. Mas todos esses pontos mostram apenas características do veículo.

Os vendedores diferenciados sabem mostrar os benefícios reais de um produto. E, para isso, é preciso estar preparado e ter muita atenção ao perfil do comprador — por isso, fique atento aos detalhes durante a conversa. Se o cliente tem uma família grande, por exemplo, mostre para ele como o espaço interno do carro pode trazer mais conforto no transporte da sua família.

Deixar o pós-venda de lado

Um dos maiores erros de vendedores em lojas de carros é não fazer um bom pós-venda. Vender é um ciclo que nunca acaba e, mesmo que o cliente não troque de carro tão cedo, o bom atendimento pode fazer com que ele escolha sua loja no futuro e indique sua revenda de veículos para amigos e familiares.

Mesmo que a revenda em que você trabalha não tenha como praxe fazer o atendimento pós-venda, você pode fazê-lo por conta própria e de formas muito simples, como dar um telefonema ou enviar um email para o cliente após uma semana da concretização da venda e verificar se ele está satisfeito com a compra, além de se disponibilizar para ajudar futuramente.

Você conhece outros erros de vendedores em lojas de carros? Compartilhe conosco nos comentários!

Conheça ferramentas que auxiliam sua loja no dia a dia

Comentários estão fechados.